Cybertruck: veja comparação entre picape elétrica de Elon Musk e veículos à venda no Brasil


Modelo da Tesla é mais potente, mas seu comprimento é menor que o da picape da Ford. Como é a Cybertruck, picape ‘inquebrável’ da Tesla
Nas últimas semanas, bombou nas redes sociais o vídeo do influenciador Danielzinho Grau, funkeiro que comprou um Tesla Cybertruck e rodou com o carro “indestrutível” de Elon Musk pela periferia de Cotia, no Morro do Macaco, na Grande São Paulo. O conteúdo teve mais de 19,3 milhões de visualizações nas redes sociais.
Com preço de aproximadamente R$ 300 mil na versão mais barata a partir da conversão direta, esse modelo poderia brigar com picapes médias como Toyota Hilux e Chevrolet S10.
Nesta reportagem, você vai entender a diferença entre essas picapes e como funciona a Tesla Cybertruck.
Preço
Segundo o site da Tesla, existem três versões da Cybertruck disponíveis no mercado norte-americano desde dezembro de 2023:
Rear-Wheel Drive (com tração apenas nas rodas traseiras) por US$ 60,990 (aproximadamente R$ 327 mil);
All-Whell Drive (tração integral) por US$ 79,990 (R$ 430 mil);
e CyberBeast por US$ 99.990 (R$ 540 mil) sem taxas e impostos.
De acordo com apuração do g1, o valor da versão de entrada pode chegar a R$ 2 milhões ao incluir todos os encargos e custos de importação.
A Tesla, empresa de carros elétricos do bilionário Elon Musk, entregou a primeira picape elétrica no dia 30 de novembro de 2023 para os primeiros compradores nos Estados Unidos, mas foi somente no último dia 21 de maio que a primeira Cybertruck chegou em solo brasileiro. O modelo tinha sido anunciado em 2019 para o mercado americano.
Onde se encaixa a Cybertruck?
Em termos de preço, ela é uma picape única e com importação independente, não tendo representação da Tesla no Brasil. Ou seja, é um veículo sem concorrentes por aqui.
Contudo, colocando a Cybertruck no mercado brasileiro, é possível estabelecer algumas comparações e tomaremos como base a Fiat Toro, Toyota Hilux e a Ford F-150.
Tesla Cybertruck
Divulgação/Tesla
De acordo com a tabela abaixo, a Cybertruck seria a mais potente dentre todas as picapes vendidas no Brasil atualmente, com um motor de 857 cavalos (cv) — entre os veículos da mesma categoria vendidos por aqui, a Ford F-150 é a mais pontente, com 405 cv.
Mas o tamanho dela não é tão assustador quanto as imagens deixam transparecer. A picape da Tesla é 73 cm mais comprida que a Fiat Toro e 36 cm maior que a Toyota Hilux, mas perde para Ford F-150, que tem 20 cm a mais que ela no comprimento.
A caçamba também não é um quesito que torna a Cybertruck um sonho de consumo para quem gosta de carregar bastante bagagem. Enquanto o modelo da Tesla oferece 1900 litros, a Ford F-150 é a que chega mais perto com um espaço de 1.370 litros dedicado às malas.
Porém, o que pode incomodar consumidores aventureiros é a autonomia. Enquanto a picape da Tesla tem apenas 545 km de autonomia na versão intermediária, a F-150 ultrapassa os mil km.
Confira a tabela abaixo as principais diferenças e semelhanças entre a picape elétrica e as tradicionais do nosso mercado:

Mais polêmicas a caminho?
Também nas redes sociais, perfis estão compartilhando um vídeo que mostra uma Cybertruck totalmente polido. O carro, que é feito de aço inoxidável (entenda mais abaixo), parece um espelho. “E não é envelopamento”, afirma um dos posts compartilhados. Veja abaixo:
Initial plugin text
Segundo a agência France Presse, um artigo da revista The American Prospect aponta que o material usado no veículo pode oxidar e, devido à sua rigidez, pode ser fatal em acidentes automobilísticos.
Segundo a Tesla, a Cybertruck é à prova de balas. A montadora diz que o que garante a resistência do carro é o seu acabamento em um aço inoxidável ultra-duro que ajuda a reduzir marcas de desgaste e corrosão.
A empresa de Musk diz que o vidro do carro suporta o impacto de uma bola de beisebol arremessada a uma velocidade de 112 km/h. Ao entregar as primeiras unidades, a montadora fez um teste e lançou uma bola sem tanta rapidez.
Initial plugin text
A demonstração foi menos arriscada do que a de 2019, quando o modelo foi apresentado. Na ocasião, o designer-chefe da empresa, Franz von Holzhausen, jogou uma pequena bola de ferro contra o veículo, que acabou ficando com a janela trincada.
“Jogamos chaves inglesas, jogamos todo tipo de coisa, jogamos uma máquina de lavar e não quebrou. Por algum motivo, um pouco estranho, quebrou esta noite, não sei por quê”, disse Musk, na ocasião, de acordo com a agência France Presse.
Na última quinta-feira, o bilionário disse acreditar que a Cybertruck é o melhor produto já feito pela Tesla. “É muito raro que apareça um produto que seja aparentemente impossível”, afirmou. “Será algo único nas estradas. Finalmente, o futuro parecerá com o futuro”.
VÍDEO: como foi o novo teste da nave mais poderosa do mundo, criada por empresa de Musk
A versão All-Wheel Drive (tração nas quatro rodas) roda até 545 km com apenas uma carga, segundo a fabricante. A empresa vende uma bateria extra para aumentar o alcance e afirma que é possível recuperar quase metade da carga em 15 minutos de carregamento rápido.
Analistas classificaram a Cybertruck como um projeto de alto risco em relação a outros veículos da Tesla. “Vai atrair uma clientela mais rica, que pode pagar o preço e quer algo que seja único e peculiar”, disse, à Reuters, Jessica Caldwell, chefe de insights da empresa de pesquisa automotiva Edmunds.
“Não é um grande segmento da população que pode pagar por isso, especialmente com as atuais taxas de juros”, afirmou.
A Cybertruck deve competir com picapes elétricas, como:
a Ford F-150 Lightning, que custa a partir de US$ 50 mil (R$ 268,2 mil);
a Rivian R1T, a partir de US$ 73 mil (R$ 391,5 mil);
e Hummer EV, a partir de US$ 96 mil (R$ 514,9 mil).
Tesla Cybertruck
Divulgação/Tesla
LEIA TAMBÉM: Como tirar o ‘online’ do Instagram e usar o app sem ninguém saber
Conheça mais detalhes da Cybertruck
A picape da Tesla tem ainda uma central multimídia com duas telas: uma de 18,5 polegadas para a região frontal, e outra de 9,4 polegadas para os bancos traseiros. O modelo tem 15 alto-falantes que, segundo a fabricante, oferecem qualidade de estúdio.
Com espaço para cinco pessoas, o carro também conta com um amplo teto de vidro.
As primeiras unidades foram entregues na quinta-feira, mas outros clientes devem começar a receber os carros apenas em 2024. Os primeiros da fila são os que pagaram US$ 100 (cerca de R$ 500) para reservar seu lugar e aceitaram pagar o valor total do veículo.
Musk, cofundador e diretor-executivo da Tesla, disse que a produção do veículo vai acelerar até 2025, quando a empresa pretende passar a fabricar 250 mil unidades por ano.
A Tesla diz que 1 milhão de pessoas já reservaram unidades da Cybertruck, o que faria as entregas do carro demorarem até quatro anos.
Veja abaixo as diferenças entre as versões da Cybertruck:
Cybertruck
Veja fotos da Cybertruck
Cybertruck em loja da Tesla na Califórnia, em foto de 20 de novembro de 2023
Reuters/Mike Blake
Cybertruck em loja da Tesla na Califórnia, em foto de 20 de novembro de 2023
Reuters/Mike Blake
Tesla Cybertruck
Divulgação/Tesla
Tesla Cybertruck
Divulgação/Tesla
Tesla Cybertruck
Divulgação/Tesla
Tesla Cybertruck
Divulgação/Tesla
Tesla Cybertruck
Divulgação/Tesla
Tesla Cybertruck
Divulgação/Tesla
*Com reportagem de Paola Patriarca

Fonte

Compartilhe:

inscreva-se

Junte-se a 2 outros assinantes